Pés de bailarina - 4 segredos para os conseguir

Ter uns pés arqueados, com um peito do pé bem proeminente é um desejo para qualquer bailarina. Andei a fazer uma pesquisa e há no mercado cada vez mais dispositivos para trabalhar os pés de forma que eles fiquem com o mesmo aspecto dos pés da Svetlana Zakarova.

Pé Svetlana Zakarova

Infelizmente, a forma do arco e o do peito do pé é, em grande parte, determinada por factores genéticos e sobre os quais não temos controlo. No entanto é possível melhorar a aparência. Isto consegue-se aumentando a força e a flexibilidade e usando implantes para melhorar a estética. 

Partilho convosco os resultados da minha pesquisa:

  1. Exercício físico

É imprescindível e o mais económico, tendo em conta os restantes. Quer o pé seja bonito ou não, exercitar os músculos dos pés e das pernas deve fazer parte da rotina de qualquer bailarino. Devem fazer-se exercícios diários para fortalecer correctamente a musculatura e aumentar a flexibilidade dos tecidos. Também se deve ter em conta que não é viável forçar demasiado os pés para se ter o aspecto pretendido pois isso pode causar lesões indesejadas para quem quer continuar a dançar. Outro aspecto muito importante a saber é que os pés muito arqueados têm tendência para fazer mais entorses, pois os tecidos são mais lassos, pelo que o reforço muscular é aconselhado.

3ª posição dos pés em Ballet

  1. Aparelhos para exercitar os músculos das pernas e tornozelos

No mercado existem marcas, modelos e preços diferentes. Costumam estar disponíveis em lojas da especialidade ou em lojas online. Estes são apenas alguns exemplos:

Aparelho de foot stretcher
Foot stretcher

Bandas elásticas no trabalho de pés
Bandas elásticas

Aparelho Pro Arch
Pro arch

Esticador para trabalho pés
Esticador

  1. Insteps Enhancer (potenciador do arco do pé) 

É uma prótese de silicone que se coloca por baixo dos collants ou sapatos e não se vê por baixo dos mesmos. A vantagem é que este é um enchimento/implante removível, sem recurso à cirurgia, que ajuda a melhorar a estética do pé do bailarino. Não se recorre ao uso dos aparelhos acima descritos, embora, tal como referido no parágrafo sobre o exercício, todo o trabalho físico direccionado para o aumento da resistência muscular e alongamento do pé e tornozelo, é uma mais valia para a prática das técnicas de dança.

Tive um professor de dança que nos contava que havia colegas seus na companhia onde dançava que colocavam bifes por baixo das meias para fazer o arco do pé mais proeminente. Ora, as próteses parecem-me uma solução mais higiénica e moderna!

Implante silicone removível pés


  1. Cirurgia estética

Injeções de colagénio: Existem bailarinos que usam injecções de colagénio e que recorrem à cirurgia para alcançar a linha estética desejada. Se achas que pode ser uma solução adequada para ti, procura sempre um especialista qualificado.

Lipoaspiração dos tornozelos: Consiste em tirar o excesso de gordura acumulada nesta área do corpo, permitindo que as pessoas que sofram com "perna de elefante" possam almejar membros inferiores mais adequados à prática da dança. Este tipo de gordura acumulada nos tornozelos deve-se a uma questão genética, pelo que a dieta e o exercício físico não são suficientes para reduzir o volume nesta área. A cirurgia é a única opção.

Bom trabalho!

Ballet no Cinema


Está a decorrer a temporada de cinema ao vivo da Royal Opera House, que este ano conta com 7 óperas e 4 bailados, num total de 11 produções a serem transmitidas em directo nas salas de cinema portuguesas.

Já tive oportunidade de assistir, em temporadas anteriores e com o Ballet Bolshoi, ao vivo no cinema a 3 bailados: Giselle, Bela Adormecida e La Bayadére e as experiências foram bastante positivas. Aconselho a ir ver, pois são produções de grande excelência e qualidade, onde destaco os figurinos, os cenários e o Corpo de Baile. Os bailados são acompanhados de orquestra. Nos intervalos e tempos de espera é possível assistir a entrevistas a coreográfos, produtores e bailarinos principais e ainda ao aquecimento dos bailarinos.

Marquem na vossa agenda as próximas transmissões de bailados ao vivo:

O Lago dos Cisnes

Royal Ballet
Terça-feira, 17 Março 2015

La Fille Mal Gardée

Royal Ballet
Terça-feira, 5 Maio 2015

Guilherme Tell

Royal Ballet
Domingo, 5 Julho 2015

Toda a programação da temporada da Royal Opera House ao vivo no cinema pode ser consultada aqui. As exibições serão transmitidas nos Cinemas NOS Amoreiras, Braga Parque, Cascaishopping, Dolce Vita Coimbra, Dolce Vita Porto, Marshopping, NorteShopping, NOS Tavira, Torres Vedras, Vasco da Gama

Gala do Dia Mundial da Dança

Cartaz da Gala Internacional de Ballet da Russian Classical Ballet

Para celebrar o Dia Mundial da Dança (29 de Abril), a Russian Classical Ballet vai fazer uma digressão pelo nosso pais e apresentar a Gala Internacional de Ballet.
No programa da gala incluem-se excertos do Lago dos Cisnes, Don Quixote, La Bayadére, Morte do Cisne, Quebra Nozes, Esmeralda e Gopak.

É um espectáculo com um grande nível de virtuosismo, apresentando bailarinos de topo (os principais, com excelente qualidade técnica e forte presença em palco) a dançaram os Grand Pas de Deux.

Este termo técnico da Dança Clássica, que significa Grande Passo de 2, é composto por:
  1. Entrada; 
  2. Adagio; 
  3. Variação masculina; 
  4. Variação feminina;
  5. Coda (final). 

Nestes momentos incluem-se grandes saltos, múltiplas pirouettes, longos equilíbrios, fabulosas extensões e lifts de tirar a respiração. Para quem aprecia estas qualidades técnicas, este é um espectáculo a não perder. Neste tipo de produções não existem corpo de baile e cenários.

Aqui fica a programação para o nosso país, com produção da Classic Stage:
  • 28 Abril, 21:30, Lisboa, Teatro Tivoli 
  • 29 Abril, 21:30, Porto, Coliseu do Porto
  • 01 Maio, 21:30, Mealhada, Cine-Teatro Messias 
  • 02 Maio, 21:30, Caldas da Rainha, Centro Cultural e de Congressos
  • 03 Maio, 18:00, Lagoa, Auditório Municipal 
Os bilhetes estão à venda nos locais habituais e/ou bilheteiras dos Teatros.

Performance Awards - American Academy of Ballet

American Academy of Ballet (AAB) performance awards

Os Performance Awards (prémios de desempenho) foram criados pela American Academy of Ballet (AAB) para motivar os alunos nas aulas de Ballet e melhorar as suas performances. No passado mês de Dezembro alguns representantes da AAB estiveram em Portugal para leccionar um seminário a professores sobre os prémios de desempenho e para fazer audições para o curso de verão que decorre em Nova Iorque.

A escola Dança sem Parar, através da participação neste curso, vai implementar este programa nas suas aulas e proporcionar aos seus alunos a possibilidade do seu talento ser reconhecido através da AAB e de terem mais uma motivação para continuar a trabalhar.

A Academia de Ballet e Dança - Annarella, representante em Portugal da AAB, foi a escola anfitriã do seminário de professores, à qual deixo o meu reconhecimento pela enorme qualidade e partilha de conhecimentos. 

A Academia Annarella preparou os seus alunos para os Prémios de Desempenho e partilhou em video alguns dos momentos da realização desse evento. Partilho também convosco!

Video promocional dos Performance Awards - American Academy os Ballet

Desenhar a dança

Desenho dança Monica Cid


Encontrei um artigo num blogue que me chamou a atenção e que gostei muito, pelo que o partilho convosco também.

É um artigo sobre a iniciativa, por parte de um grupo de autores de diários gráficos, de desenhar alunos bailarinos em prática, nas aulas de dança clássica e dança contemporânea. Os alunos são "apanhados" em movimento, em pose, em momentos de trabalho de flexibilidade ou nos períodos de atenção. 

Os alunos em questão são alunos da Escola de Dança do Conservatório Nacional, no Bairro Alto, em Lisboa, que acedeu a entrada ao desenhadores em algumas aulas para que estes possam fazer os registos nos seus diários gráficos.

Quem percebe de técnica de dança identifica facilmente quais as poses, de onde vieram ou para onde vão e quais os movimentos.

Gostei muito desta ideia, porque, embora admire muito o trabalho fotográfico da dança, o desenho revela-me mais do que a fotografia. O desenho transmite-me mais movimento, mais energia e mais emoção. E aprecio muito o resultado, pois alia duas formas de arte que facilmente teriam lugar numa exposição artística.

Podem ver mais exemplos dos registos desenhados no artigo completo.

Espero que gostem!